25.3 C
Manaus
segunda-feira, maio 27, 2024
Publicidade
InicioAgenda CulturalPalacete Provincial realiza exposições de artes visuais nesta sexta-feira

Compartilhar

Palacete Provincial realiza exposições de artes visuais nesta sexta-feira

Sexta-feira (26) é dia de estreia da exposição no Palácio do Estado (Praça Heliodoro Balbi, s/n – Centro). Às 11h é inaugurado o “II. Salão de Humor – Uma Revisita à Selva Satírica”. À noite, a partir das 19h, haverá exposição gratuita de “Coacatu por Supuesto”, exposição conjunta da Bela Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Será realizada cerimônia de abertura.

Ambas as exposições são promovidas pelo Governo do Amazonas, por meio da Pinacoteca do Estado do Amazonas, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

O “II Salão de Humor – Uma Revisita à Selva Satírica” é uma reexposição composta por 29 obras que fazem parte do Acervo “II Salão Amazonas de Humor, Quadrinhos e Animação”, com a curadoria de Alice Bonates e a realização da Pinacoteca do Estado do Amazonas da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Este revival se concentra em uma coleção de obras de arte que transcendem as fronteiras geográficas e culturais, convidando artistas de diferentes partes do mundo com um objetivo comum da importância da Amazônia.

Esta coleção, que está recebendo atenção renovada, aborda questões como desmatamento, incêndios, exploração desenfreada de recursos naturais e o impacto das políticas públicas nas comunidades indígenas e no meio ambiente. Tudo está cheio de humor.

A coleção conta com obras de diversos artistas renomados, compondo uma ampla gama de perspectivas. Dentre elas, o acervo conta com três obras do cartunista Dalcio Machado, cuja notável carreira inclui reconhecimento comprovado por 116 prêmios em 13 países, reconhecido também como chargista, caricaturista, autor e ilustrador de livros infantis. É digno de destaque também o renomado cartunista Gilmal, cujas diversas obras têm sido amplamente publicadas em revistas e jornais de prestígio em todo país, incluindo a ‘Folha de S. Paulo’, entre outros grandes nomes renomados quadrinistas nacionais e locais.

Vale ressaltar que todas as obras apresentadas na exposição foram criadas utilizando apenas caneta hidrográfica, destacando ainda mais as habilidades dos mestres quadrinistas presentes na exposição, que fica em cartaz até o dia 20 de maio e estará localizada em frente ao auditório Cel Pedro Henrique no Palacete Provincial. Funcionamento de segunda a sábado, com exceção da quarta feira (quando o Palacete Provincial é fechado para manutenções), no horário das 9h às 15h.

Coacatu Por Supuesto

Com cerimônia de abertura gratuita, também na sexta-feira (26/04), às 19h, inaugura, na Galeria Manoel Santiago, no Palacete Provincial, sob a curadoria de Daniela Viviana Di Bella, a exposição coletiva “Coacatu Por Supuesto”, do grupo de pesquisa Objeto e Multimídia (OM-LAB) do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais (PPGAV) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

O grupo de pesquisa OM-LAB da UFRGS vem, ao longo dos anos, atuando por meio de ações poéticas em espaços urbanos com o intuito de ativá-los. Entre as suas principais estratégias está o deslocamento como ato de reposicionar o sensível e perceber o entorno escolhido como meio propositivo para pensar e executar trabalhos objetuais em seu campo expandido.

Em uma roda de conversa, os artistas escolheram a palavra Coacatu, do Tupi-Guarani, que significa “bom tempo, dia claro” e acrescentaram a ela o termo em espanhol Por Supuesto, que significa “com certeza”, para pensar de forma propositiva a acepção dessas palavras em relação às percepções sobre os lugares onde as pessoas elegem estar e coabitar.

Conscientes que nem sempre o dia é de “bom tempo” e “com certeza” para o planeta, os artistas propuseram-se, na exposição, a realizar deslocamentos físicos e mentais de “mala e cuia (mesmo que permaneçam no mesmo lugar)” entre o sul (Porto Alegre) e o norte (Manaus) do Brasil. “Coacatu Por Supuesto” se propõe a ser um alerta frente às evidências da irracionalidade humana que não só descuida, mas pratica a destruição do seu espaço de pertencimento, a Terra.

Participam da exposição os artistas do grupo de pesquisa OM-LAB: Alexandre De Nadal, Ana Janaína Perufo, Catiuscia Dotto, Elaine Stankiwich, Gabriela Paludo Sulczinski, Iran Jorge da Silva, Manoela Furtado, Maximílian Rodrigues, Nina Eick, Pedro Ferraz, Rafael de Oliveira, Tetê Barachini, Thiago Trindade e Will Figueiredo e os artistas convidados Alberto Semeler, Caroene Neves, Priscila Pinto e Sebastião Alves.

COLUNISTAS

Siga-nos

LEIA TAMBÉM

Clima esquenta na PM depois que a família do Coronel Menezes passou a mandar na corporação

Circula em grupos de policiais no WhatsApp um texto...

Comerciante que se achava dono da rua teve telhado demolido e material apreendido pela prefeitura

Um telhado construído em cima de uma rua para...