25.3 C
Manaus
sexta-feira, julho 12, 2024
Publicidade
InicioAmazonasConselheiro afastado do TCE-AM se manifesta por meio de nota

Compartilhar

Conselheiro afastado do TCE-AM se manifesta por meio de nota

O Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), Ari Jorge Moutinho da Costa Junior, que foi afastado de suas atividades por conta de acusações  da conselheira eleita presidente do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), Yara Lins, após ele proferir palavras de baixo calão contra ela durante a eleição, se manifestou por meio de nota.

Na nota, o Conselheiro afirmou que a decisão que decidiu seu afastamento é desconexa e descompassada com o nosso Ordenamento Jurídico. Ele também afirmou que as acusações apontadas não condizem com a realidade dos fatos e que só pode observar tudo isso como mais um capítulo da campanha de ódio e perseguição que se instalou injustamente contra a sua pessoa.

O Conselheiro ainda afirmou que já havia pedido afastamento do Tribunal por problemas de saúde e que, na quinta-feira, passou por uma cirurgia de 5 horas. Ao sair da sala de cirurgia, ele se deparou com o ato covarde e desumano de afastamento.

Por fim, o Conselheiro afirmou que não se vitimiza ou acovarda e que enfrentará as acusações de cabeça erguida. Ele acredita que a verdade e a justiça serão restabelecidas em breve e já constituiu os advogados Drs. Jorge Ulisses Jacoby Fernandes, Alberto Simonetti Cabral Neto e Amanda G. Praia para reparar judicialmente a decisão de afastamento.

Leia a nota:

COLUNISTAS

Siga-nos

LEIA TAMBÉM

Clima esquenta na PM depois que a família do Coronel Menezes passou a mandar na corporação

Circula em grupos de policiais no WhatsApp um texto...

Comerciante que se achava dono da rua teve telhado demolido e material apreendido pela prefeitura

Um telhado construído em cima de uma rua para...