25.3 C
Manaus
domingo, abril 21, 2024
Publicidade
InicioAmazonasGreve do alternativo: funcionários bloqueiam parte da Av Autaz Mirim

Compartilhar

Greve do alternativo: funcionários bloqueiam parte da Av Autaz Mirim

Os trabalhadores do transporte alternativo de Manaus, os famosos ‘Amarelinhos’, bloqueando parte da Avenida Autaz Mirim, na zona leste da cidade durante o segundo dia de greve, neste sexta-feira (15), em Manaus. A manifestação tem como motivação a cobrança dos empresários pelo repasse dos subsídios destinados à gratuidade dos estudantes municipais. Os profissionais alegam que não receberam o pagamento referente ao mês de novembro, e não há previsão para o repasse de dezembro.

A ação de protesto teve início na tarde de quinta-feira (14), na Bola do Produtor, bairro Jorge Teixeira, zona leste da capital. Os trabalhadores dos ‘Amarelinhos’ buscaram o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) para exigir o repasse dos subsídios destinados à gratuidade dos estudantes municipais. Segundo os manifestantes, o pagamento de novembro não foi efetuado, e não há informações sobre o repasse de dezembro. Eles também destacam que estão há três semanas sem receber os repasses do sistema de bilhetagem eletrônica, mesmo após o Estado já ter realizado o pagamento.

De acordo com Claudio Proença, cooperado do sistema, a população paga aproximadamente R$ 7,80 na tarifa do transporte coletivo em Manaus, enquanto o transporte alternativo recebe apenas R$ 4,50. Esse valor representa os créditos comprados pela população à vista. Os trabalhadores questionam o motivo de estarem sem receber os repasses dos estudantes, que têm transporte gratuito subsidiado pelo Estado e pela prefeitura. O IMMU (Instituto Municipal de Mobilidade Urbana) afirmou que os pagamentos estão em dia, incluindo o mês de outubro, contradizendo as alegações dos manifestantes.

Fonte: G1

COLUNISTAS

Siga-nos

LEIA TAMBÉM

Clima esquenta na PM depois que a família do Coronel Menezes passou a mandar na corporação

Circula em grupos de policiais no WhatsApp um texto...

Comerciante que se achava dono da rua teve telhado demolido e material apreendido pela prefeitura

Um telhado construído em cima de uma rua para...