27.3 C
Manaus
quinta-feira, maio 30, 2024
Publicidade
InicioAmazonasVacinação contra a Influenza começa hoje em Manaus

Compartilhar

Vacinação contra a Influenza começa hoje em Manaus

Com a meta de imunizar mais de 500 mil pessoas, a Prefeitura de Manaus deu início, nesta segunda-feira, 13/11, à vacinação contra Influenza (gripe) na capital. A vacina estará disponível até o dia 15 de dezembro para 18 grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde (MS). No mesmo período, o município realiza a multivacinação infantil visando promover a atualização vacinal de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos.

As duas estratégias de imunização são coordenadas e executadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que manterá abertas 167 unidades para atendimento ao público, com dias e horários disponíveis no link https://bit.ly/SalasVacinaManaus. Para receber a vacina, os usuários devem apresentar CPF ou o Cartão Nacional de Saúde (Cartão SUS) e, no caso das crianças e adolescentes, a caderneta de vacinação.

Durante a abertura oficial da ação, na Unidade de Saúde da Família (USF) Amazonino Mendes, no bairro Lago Azul, zona Norte de Manaus, a secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, enfatizou que este é o primeiro ano em que a imunização contra a Influenza é realizada no segundo semestre do ano na região Norte. “A mudança no calendário anual do Ministério da Saúde atende a uma antiga reivindicação dos Estados desta região, que vivem o período de chuvas e umidade, com maior risco de transmissão da gripe, entre os meses de novembro e abril, ao contrário das demais regiões do país”, afirmou.

A secretária informou que os grupos prioritários para a vacinação contra a Influenza incluem crianças com idade de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); indígenas, a partir dos 6 meses de idade; idosos com 60 anos ou mais; trabalhadores da saúde; e professores do ensino básico e superior. Juntos, eles somam 567.752 pessoas e a meta da Semsa é vacinar 90% dessa população.

“Além desses, temos outros 11 grupos prioritários, embora para estes o Ministério da Saúde não estabeleça meta de vacinação”, explica Shádia.

Os grupos são os de pessoas com deficiência permanente; pessoas em situação de rua; forças de segurança e salvamento; Forças Armadas; caminhoneiros; trabalhadores do transporte coletivo; trabalhadores portuários; pessoas privadas de liberdade; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em cumprimento de medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional; e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas. “Em relação a todos, o objetivo da prefeitura é vacinar o maior número possível de pessoas”, enfatizou a secretária.

Primeiras doses

Abrindo oficialmente a vacinação contra a Influenza, no início da manhã, Marlene Miranda, de 75 anos, moradora do conjunto Viver Melhor 2, no bairro Lago Azul, foi a primeira usuária a ser vacinada. A dose foi aplicada pela gerente de Imunização da Semsa, enfermeira Isabel Hernandes, acompanhada da secretária Shádia Fraxe e do subsecretário de Gestão da Saúde, Djalma Coelho.

Animada e garantindo que não perde a oportunidade de se vacinar todos os anos, Marlene deixou um recado para os demais idosos. “Temos que nos cuidar, temos que nos exercitar e nos alimentar bem para manter a saúde, porque sem saúde a gente não vai a lugar nenhum”, disse.

Após a idosa, foram vacinadas uma gestante e uma indígena, como representação dos grupos prioritários da ação. A vacina utilizada é a Influenza trivalente, que previne complicações e óbitos decorrentes da doença e pode ser administrada junto com outras vacinas do calendário básico.

Recebendo a vacina pela primeira vez por integrar o grupo das grávidas, Rebeka Campos, de 17 anos, ressaltou a importância da vacina contra a gripe para ela e para o bebê que espera. Aos seis meses de gestação, a adolescente assegura que segue as recomendações de vacinação e que, com o filho, não será diferente. “É importante garantir essa proteção. Por isso, estou aqui”.

A terceira usuária vacinada foi a indígena da etnia Kokama Nelsilene Lopes de Almeida, que também é agente de saúde indígena. Pertencente a duas categorias prioritárias para a vacinação e responsável pelo acompanhamento da saúde em comunidades indígenas, a servidora da Semsa disse que o trabalho para manter crianças, adultos e idosos indígenas não aldeados protegidos contra doenças imunopreveníveis é constante e, às vezes, difícil.

“Sempre procuramos mostrar que é importante que todos estejam imunizados, para evitar as doenças que circulam na área urbana. A gente orienta que procurem as unidades de saúde não apenas para se vacinar, mas também para outras ações de atenção primária à saúde, para prevenir doenças de modo geral”, observou a agente.

Multivacinação infantil

Shádia Fraxe convocou a população para comparecer aos pontos de vacinação, destacando que, durante o mesmo período da ação contra a Influenza, de 13/11 a 15/12, a Semsa promove também multivacinação infantil, voltada para crianças e adolescentes em atraso com as doses do calendário infantil. “Estamos aproveitando para chamar os pais a atualizar a caderneta de vacina dos seus filhos. Além da vacina contra a Influenza, temos outros 17 imunobiológicos à disposição do público infantil, tanto na área urbana quanto na área rural de Manaus”.

A gerente de Imunização da Semsa, Isabel Hernandes, informou que na multivacinação infantil serão oferecidas todas as vacinas recomendadas para o público de 0 a 14 anos: BCG, Hepatite B, Poliomielite VIP, Poliomielite VOP, Rotavírus, Pentavalente (DTP + HIB + HB), Pneumocócica 10-valente, Meningocócica C, Febre Amarela, Tríplice Viral (Sarampo, Caxumba e Rubéola), DTP (Difteria, Tétano e Coqueluche), DT (Difteria e Tétano), Papilomavírus Humano, Varicela, Hepatite A, Meningocócica ACWY, e dTPa (adolescentes grávidas).

Isabel destaca que durante a ação, as crianças a partir de 6 meses também podem ser vacinadas contra a Covid-19. “As vacinas serão aplicadas de acordo com o calendário básico do Ministério da Saúde e é importante que os pais aproveitem esse período que antecede a matrícula escolar para atualizar as cadernetas, facilitando depois a emissão da declaração de vacinação solicitada pelas escolas”.

Todas as vacinas estão disponíveis nos 167 pontos municipais, à exceção da BCG, disponível apenas nas unidades listadas no link https://bit.ly/SalasBCGManaus.

Além das unidades fixas, equipes de todos os distritos de saúde urbanos – Norte, Sul, Leste e Oeste – e do distrito de saúde rural estarão nas ruas realizando busca ativa de não vacinados. A Semsa também irá em domicílio vacinar contra a gripe os usuários acamados que estejam cadastrados.

As pessoas nessa condição que ainda não têm cadastro e as que precisam alterar dados como endereço ou telefone devem entrar em contato com os distritos de saúde do seu local de moradia, por meio dos seguintes números: 99989-2142 (Norte), 98842-8346 (Sul), 98842-8406 (Leste), 98802-4713 (Oeste) ou 98842-5959 (Disque Saúde), de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

No dia 25 de novembro será realizado o Dia D de vacinação contra a Influenza e de multivacinação infantil, com uma estratégia diferenciada para ampliar o acesso dos usuários às vacinas oferecidas.

Fonte: Assessoria

COLUNISTAS

Siga-nos

LEIA TAMBÉM

Clima esquenta na PM depois que a família do Coronel Menezes passou a mandar na corporação

Circula em grupos de policiais no WhatsApp um texto...

Comerciante que se achava dono da rua teve telhado demolido e material apreendido pela prefeitura

Um telhado construído em cima de uma rua para...