27.3 C
Manaus
quinta-feira, maio 30, 2024
Publicidade
InicioBrasil17 contas bancárias receberam via Pix dinheiro desviado do governo

Compartilhar

17 contas bancárias receberam via Pix dinheiro desviado do governo

Os R$ 14 milhões desviados do Ministério de Gestão e Inovação do Serviço Público (MGI) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foram finalmente depositados em 17 contas bancárias em quatro estados diferentes. As informações são do Estadão.

Segundo o jornal, o dinheiro foi transferido via Pix. Suspeita-se que o sistema integrado de gestão financeira do governo federal (Siafi) tenha sido hackeado.

As contas bancárias de onde foram recebidos os recursos são de empresas e pessoas físicas dos estados da Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, podendo ou não ser laranja. A Polícia Federal está conduzindo uma investigação secreta.

Foram transferidos R$ 3,8 milhões do Ministério da Gestão que deveriam ir para o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). O dinheiro, porém, foi enviado para três contas diferentes:

  • R$ 2 milhões para uma empresa de móveis de Campinas (SP);
  • R$ 1 milhão de uma construtora do Rio de Janeiro;
  • R$ 763,9 mil de uma gestora de investimentos, também na capital fluminense.

Deste total, R$ 2 milhões foram recuperados pelo governo.

Dia 16 de abril:
Foram desviados R$ 10,2 milhões do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que também deveriam ser enviados para o Serpro. O dinheiro, porém, foi transferido para 14 contas diferentes, incluindo:

  • Uma construtora em São Paulo;
  • Uma mineradora em Itaú de Minas (MG);
  • Uma empresa que vende água mineral em Una (BA); e
  • Sete contas de pessoas físicas diferentes, todas abertas em Paulínia (SP). Uma das transferências foi cancelada.

Ainda não há informações se esse dinheiro que deveria ser enviado ao TSE foi recuperado ou perdido.

Segundo o Estadão, no dia 8 de abril seus servidores receberam uma mensagem suspeita via SMS da Siafi tentando roubar dados. No dia seguinte, os funcionários perceberam a mensagem fraudulenta e foram orientados a não clicar em links suspeitos. Porém, uma semana depois, ocorreu um novo desvio.

No dia 22 de Abril, o Ministério das Finanças emitiu um alerta confirmando o uso indevido de bilhetes de identidade obtidos ilegalmente pela Siafi. A agência também disse que tomou medidas adicionais para fortalecer a segurança de seus sistemas.

COLUNISTAS

Siga-nos

LEIA TAMBÉM

Clima esquenta na PM depois que a família do Coronel Menezes passou a mandar na corporação

Circula em grupos de policiais no WhatsApp um texto...

Comerciante que se achava dono da rua teve telhado demolido e material apreendido pela prefeitura

Um telhado construído em cima de uma rua para...