26.3 C
Manaus
quarta-feira, julho 17, 2024
Publicidade
InicioBrasilEquipes de resgate seguem em busca por soterrados no Litoral Norte de...

Compartilhar

Equipes de resgate seguem em busca por soterrados no Litoral Norte de SP; número de mortos chega a 36

Equipes de resgate continuam nesta segunda-feira (20) a busca por sobreviventes após o forte temporal que atingiu o Litoral Norte de São Paulo no fim de semana. Ao menos 36 pessoas morreram e 560 tiveram que sair de casa, entre desabrigados e desalojados.

Em São Sebastião, fortemente afetada pelas chuvas, os corpos de 11 dos 35 mortos na cidade foram levados para o Instituto Médico Legal. Ao menos quatro das vítimas fatais são crianças. O trabalho de identificação deve ser feito nesta segunda, assim como o transporte dos demais corpos.

Além das mortes, ao menos 40 pessoas estavam desaparecidas, sendo 36 na Barra do Sahy e outras quatro em Juqueí.

Na costa sul de São Sebastião, onde a situação é crítica, moradores ficaram ilhados e aguardam a chegada de doações e atendimento médico.

As tempestades provocaram alagamentos, deslizamentos e interditaram trechos das rodovias Rio-Santos, Mogi-Bertioga e Tamoios, que foi totalmente liberada por volta das 21h30.

Segundo a Defesa Civil, o volume de chuva entre sábado e domingo supera o esperado para todo o mês de fevereiro em três das quatro cidades do Litoral Norte (São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba e Ubatuba), região fortemente castigada pelos temporais.

Em São Sebastião, cidade fortemente atingida pelo temporal, o volume de chuva foi de 627 milímetros, o dobro esperado para o mês.

Veja, abaixo, as principais informações sobre a tragédia:

  • No Litoral Norte, morreram ao menos 36 pessoas, sendo 35 em São Sebastião e uma em Ubatuba, informaram as prefeituras.
  • Uma das vítimas é uma menina de 7 anos que, na madrugada deste domingo, teve a casa destruída por uma pedra de duas toneladas em Ubatuba. Em São Sebastião, uma mulher de 35 anos morreu depois que a casa dela foi atingida por uma árvore.
  • Em São Sebastião, uma criança de 2 anos foi resgatada após ter ficado horas sob os escombros. Também na cidade, as equipes resgataram uma mulher em trabalho de parto que estava isolada – a mãe e o bebê ficaram bem.
  • Segundo o governo estadual, mais de 550 pessoas precisaram deixar suas casas no litoral. De acordo com registros oficiais, 228 pessoas ficaram desalojadas, e 338, desabrigadas.
  • O prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto (PSDB), afirmou neste domingo que 50 casas desabaram na cidade e disse: “Cena assustadora”.
  • O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), decretou estado de calamidade em Guarujá, Bertioga, São Sebastião, Caraguatatuba, Ilhabela e Ubatuba.
  • Helicópteros da PM enfrentaram dificuldades para resgatar vítimas devido ao tempo fechado. O Exército enviou aeronaves para ajudar nos trabalhos. A operação de buscas em São Sebastião e Ubatuba envolve mais de 100 bombeiros.
  • Em vários pontos do litoral paulista, houve registros de falta de água, luz e sinal de celular.

O governador Tarcísio de Freitas e o coordenador estadual da Defesa Civil, Coronel Henguel Ricardo Pereira, viajaram neste domingo para São Sebastião. Um comitê de gerenciamento de ações foi montado para atender aos desabrigados e aos desalojados.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que deve viajar ao litoral de SP nesta segunda-feira (20) e que o governo federal está à disposição para atuar nas áreas atingidas.

As prefeituras de Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela cancelaram a programação de carnaval deste domingo. A previsão é que a agenda dos próximos dias seja reavaliada na manhã desta segunda.

COLUNISTAS

Siga-nos

LEIA TAMBÉM

Clima esquenta na PM depois que a família do Coronel Menezes passou a mandar na corporação

Circula em grupos de policiais no WhatsApp um texto...

Comerciante que se achava dono da rua teve telhado demolido e material apreendido pela prefeitura

Um telhado construído em cima de uma rua para...