32.3 C
Manaus
segunda-feira, junho 17, 2024
Publicidade
InicioBrasilHomem é preso por espancar e queimar cachorra até a morte em...

Compartilhar

Homem é preso por espancar e queimar cachorra até a morte em SP

Um homem, identificado como Vanderlei da Silva Pereira, de 49 anos, foi preso pela Guarda Civil Municipal após agredir uma cadela da raça akita a pauladas e queimar o animal vivo em um colchão. O crime ocorreu no dia (18), na Vila Operária, em Rio Claro, São Paulo.

A GCM foi chamada por volta das 16h40 e, quando chegou ao local, encontrou a equipe do Corpo de Bombeiros apagando o fogo em um colchão no quintal. A cadela estava completamente carbonizada.

De acordo com o boletim de ocorrência, registrado pela CGM, o tutor contou aos agentes que estava no quintal e “que a cadela começou a perturbá-lo, uma vez que não parava de pular em suas pernas”.

Com raiva, o homem disse que segurou a cachorra e desferiu golpes com um pedaço de madeira da cabeça do animal. Ele ainda quebrou as quatro patas da cadela, que tentava se defender.

Em seguida, ele pegou um colchão velho que estava no quintal, colocou a cachorra em cima e a queimou viva.

De acordo com a GCM, um vizinho contou que ouviu de casa a cadela sofrendo e chorando antes de o tutor atear fogo no colchão.

A GCM acionou a veterinária do Departamento de Proteção Animal de Rio Claro que, após exames no local, ainda encontrou um corte no pescoço do animal.

O tutor do animal foi levado para a delegacia seccional onde foi preso em flagrante por maus-tratos a animal. Segundo a Polícia Civil, ele não apresentou advogado.

Na última segunda-feira (20), o homem teve a prisão convertida em preventiva (quando não há prazo para terminar).

No último sábado (25), a Polícia Militar Ambiental de Rio Claro, multou o homem em R$ 6 mil.

A multa foi aplicada após solicitação da Polícia Civil, com base no Artigo 29 da Resolução SIMA 05/2021.

Por conta da morte do animal, o valor da multa foi dobrado de R$ 3 mil para R$ 6 mil. A infração foi entregue à mãe do homem.

COLUNISTAS

Siga-nos

LEIA TAMBÉM

Clima esquenta na PM depois que a família do Coronel Menezes passou a mandar na corporação

Circula em grupos de policiais no WhatsApp um texto...

Comerciante que se achava dono da rua teve telhado demolido e material apreendido pela prefeitura

Um telhado construído em cima de uma rua para...