32.3 C
Manaus
quarta-feira, julho 17, 2024
Publicidade
InicioColunistasCinemandoHarry Potter e o Prisioneiro de Azkaban: O melhor, o mais bonito...

Compartilhar

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban: O melhor, o mais bonito e o mais esbelto da franquia 

Por Vinícius Andrade – É aqui que começa os anos mais sombrios da saga “Harry Potter”, onde temos uma atmosfera mais pesada, menos família e dilemas mais adultos a ser tratado. Tudo isso é feito com excelência graças ao grande Alfonso Cuarón.

Para mim é o melhor filme da franquia em todos os aspectos. É o que possuí a fotografia mais bonita, aquele possuí as cenas mais marcantes da franquia ( Harry montando no Bicuço e conjurando o Patrono no final do filme) e aquele que possuí a ambientação mais diferente, um clima mais adulto, mais áspero e menos o tom de “família” feito nos outros filmes.

Rever esse filme no cinema é uma experiência inacreditável, assim como ter assistido os seus antecessores. Todos, inclusive esse em especial, continuam praticamente ótimos. Quem não teve oportunidade de assistir na época de seu lançamento, teve oportunidade de assistir nesse dia 04 agora e garanto que todos se sentiram realizados. É um filme bonito, cheio de momentos marcantes e uma das melhores adaptações literárias da saga. 

Diferente do seu antecessor, esse terceiro filme aqui soube dosar e não extrapolou na duração. Duas horas que passam voando que a gente nem sente o peso, consegue adaptar as partes mais importantes do livro sem comprometer sua história ou prejudicar o entendimento do público que assiste.

O trio principal está amadurecendo também, assim como seus personagens, e as atuações (embora muito verdes ainda) começam a florescer já que esse filme tem uma carga mais dramática, nada mais justo que botar nosso trio principal para atuar um pouco mais, né. Especialmente o protagonista. 

A direção de Alfonso Cuarón como eu já havia escrito é a melhor de todos os filmes da saga. Ela possuí indentidade, tem um peso e uma marca registrada. Dar pra notar muito bem a diferença entre os seus filmes anteriores, e suas sequências seguintes. O homem conseguiu deixar sua marcar aqui. Fazendo um filme que ficou marcado na mente dos fãs.

Aqui tudo é superado. Se os filmes antigos eram bons, esse aqui é a junção de todos os dois. É um filmaço. Se tudo der certo, eu espero lançar no ano que vem a crítica do próximo filme, no aniversário 20 anos de Cálice de fogo. 

Filme: Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban 

Data de Lançamento: 04/06/2004

Diretor: Alfonso Cuarón

Elenco: Daniel Radcliffe, Emma Watson, Rupert Grint, Gary Oldman, Michael Cambon, David Twelis, Alan Rickman, Tom Felton, Robbie Coltrane, Maggie Smith.

O autor é estudante, crítico de cinema e fã de filmes e séries

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.

COLUNISTAS

Siga-nos

LEIA TAMBÉM

Clima esquenta na PM depois que a família do Coronel Menezes passou a mandar na corporação

Circula em grupos de policiais no WhatsApp um texto...

Comerciante que se achava dono da rua teve telhado demolido e material apreendido pela prefeitura

Um telhado construído em cima de uma rua para...