27.3 C
Manaus
quinta-feira, maio 30, 2024
Publicidade
InicioDestaquesHIV: Pesquisadores concluem que vacina experimental é ineficaz

Compartilhar

HIV: Pesquisadores concluem que vacina experimental é ineficaz

Um estudo chamado Mosaico, da Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson, que teve cerca de 3.900 voluntários entre 18 e 60 anos na Europa, América do Norte e América do Sul desde 2019, concluiu que o imunizante Ad26.Mos4.HIV, é seguro, mas ineficaz.

Nesta quarta-feira (18/01), pesquisadores dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos (NIH) anunciaram que com os resultados, o trabalho será descontinuado.

No Brasil, o estudo foi realizado em oito centros de pesquisa, em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Amazonas. 

O foco eram HSH (homens que fazem sexo com homens) e transexuais.

Os participantes recebiam quatro injeções ao longo de um ano, as últimas duas com uma formulação de proteína de envelope de HIV bivalente, “combinando proteínas de envelope dos clados C gp140 e gp140 de mosaico, com adjuvante de fosfato de alumínio para aumentar as respostas imunes”, explicou o NIH.

Todas as doses foram aplicadas nos voluntários até outubro do ano passado.

“No entanto, o número de infecções por HIV foi equivalente entre os braços de vacina e placebo do estudo. Durante o ensaio clínico, todos os participantes receberam ferramentas abrangentes de prevenção do HIV, incluindo profilaxia pré-exposição ou PrEP. A equipe do estudo garantiu que os participantes que contraíram o HIV durante o estudo fossem encaminhados imediatamente para cuidados médicos e tratamento”, diz uma nota divulgada.

COLUNISTAS

Siga-nos

LEIA TAMBÉM

Clima esquenta na PM depois que a família do Coronel Menezes passou a mandar na corporação

Circula em grupos de policiais no WhatsApp um texto...

Comerciante que se achava dono da rua teve telhado demolido e material apreendido pela prefeitura

Um telhado construído em cima de uma rua para...