27.3 C
Manaus
domingo, abril 14, 2024
Publicidade
InicioEsporteJustiça determina afastamento de presidente da CBF do cargo

Compartilhar

Justiça determina afastamento de presidente da CBF do cargo

Nesta quinta-feira (7/12), Ednaldo Rodrigues foi afastado do cargo de presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A decisão, passível de recurso, ocorreu com três votos a zero pela destituição do presidente, invalidando todas as assembleias que o elegeram. José Perdiz, presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), assume de forma provisória. Uma nova eleição está programada para ocorrer em 30 dias.

Os desembargadores fundamentaram a decisão na ilegalidade do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado entre o Ministério Público do Rio de Janeiro e a CBF em março de 2022. Alegam que o órgão não possui legitimidade para intervir nos assuntos internos da Confederação, considerando-a uma entidade privada. O TAC resultou na eleição de Ednaldo. A Justiça pode anular a eleição do presidente e de seus oito vice-presidentes, realizada em 22 de março de 2022.

Em um cenário mais otimista para Ednaldo, a ação pode ser invalidada, preservando seu mandato. Vale lembrar que em 2021, a CBF teve sua eleição anulada pela Justiça do Rio de Janeiro devido ao afastamento do então presidente eleito, Rogério Caboclo, por denúncias de assédio.

Fonte: Metrópoles

COLUNISTAS

Siga-nos

LEIA TAMBÉM

Clima esquenta na PM depois que a família do Coronel Menezes passou a mandar na corporação

Circula em grupos de policiais no WhatsApp um texto...

Comerciante que se achava dono da rua teve telhado demolido e material apreendido pela prefeitura

Um telhado construído em cima de uma rua para...