32.3 C
Manaus
sábado, junho 22, 2024
Publicidade
InicioPolíciaÚltimo envolvido em morte de advogado e servidor do TCE-AM, é preso

Compartilhar

Último envolvido em morte de advogado e servidor do TCE-AM, é preso

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), deflagrou, na segunda-feira (25/03), a terceira fase da Operação Legisperitum e prendeu Edney Fernandes Vieira, último envolvido na morte do advogado e servidor do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), Erwin Rommel Godinho Rodrigues, 54, ocorrido em novembro de 2023, na avenida Santos Dumont, bairro Flores, zona centro-sul.

Edney recebeu uma quantia de R$ 4 mil para fornecer o veículo utilizado na ação criminosa, além de arranjar o atirador e o motorista que executaram a vítima.

Conforme a delegada Marília Campello, adjunta da DEHS, o homem estava sendo investigado como participante na ação criminosa. Em constantes e incansáveis diligências, foi possível constatar que ele teve ligação direta na ação e, na data de ontem, após obter informações de seu paradeiro, os policiais civis da DEHS se deslocaram ao bairro Lago Azul, zona norte, e o prenderam.

“Nós saímos em campo para cumprir dois mandados, sendo um de prisão preventiva e o outro de busca domiciliar. Na ocasião, apreendemos drogas na residência dele. Além disso, concluímos que o mesmo atuava em um grupo criminoso responsável pela comercialização dos entorpecentes naquela localidade”, pontuou.

Segundo a delegada, o autor também foi flagranteado por tráfico de drogas. Ele não confessa sua participação e diz que havia vendido o veículo e não conhecia os demais envolvidos. Mas com o desbaratar das investigações e, todos os elementos de informações coletados, foi possível verificar que sim, Edney faz parte do grupo criminoso que ceifou a vida do advogado.

“Estamos dando o caso por encerrado, uma vez que todos os envolvidos estão presos. São eles o autor intelectual e mandante do crime, o executor que atirou contra a vítima, a pessoa que dirigiu o veículo e, por fim, quem conseguiu o carro. Isso tudo, graças ao empenho máximo dos investigadores da DEHS”, finalizou Marília Campello.

Procedimentos

Edney responderá por homicídio qualificado e tráfico de drogas. Ele passará por audiência de custódia e ficará à disposição da Justiça.

Com informações da assessoria

COLUNISTAS

Siga-nos

LEIA TAMBÉM

Clima esquenta na PM depois que a família do Coronel Menezes passou a mandar na corporação

Circula em grupos de policiais no WhatsApp um texto...

Comerciante que se achava dono da rua teve telhado demolido e material apreendido pela prefeitura

Um telhado construído em cima de uma rua para...