28.3 C
Manaus
sexta-feira, abril 19, 2024
Publicidade
InicioSaúdeCrianças e grupos de risco são prioridades na imunização contra covid-19

Compartilhar

Crianças e grupos de risco são prioridades na imunização contra covid-19

A Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas, por meio da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), orienta que a vacinação contra Covid-19 está com a estratégia de imunização atualizada pelo Ministério da Saúde, priorizando público infantil em vacinação de rotina e grupos prioritários, não estando mais disponível, em larga escala, para toda população.

As novas orientações estão disponíveis nas Notas Técnicas 001 e 003/2024/FVS-RCP, respectivamente em: abre.ai/hUNE e abre.ai/hUNF.
Para cada um dos públicos, o esquema vacinal é diferente e, segundo informa a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, a nova estratégia segue orientações técnicas do Ministério da Saúde que considera recomendações da Organização Mundial da Saúde para definição de grupos prioritários.

“A campanha de vacinação está vigente desde 17 de janeiro de 2021 e foi sendo ampliada a partir da inclusão de novos grupos prioritários. Em três anos de imunização, o Amazonas aplicou 9,7 milhões de doses contra a Covid-19, mas o alerta para a importância de atualizar o esquema vacinal continua. Se você está nos grupos prioritários, busque proteção contra agravamento da doença”, destaca a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim.

Vacinação infantil na rotina

Em todo o Amazonas, a vacinação contra a Covid-19 está disponível para crianças de seis meses a menores de cinco anos. A estratégia foi incluída no Calendário Nacional de Vacinação, isto é, a imunização, para essa faixa etária de crianças, é exigida pela caderneta de vacinação da criança e a recomendação é aplicar a 1ª dose da vacina aos seis meses de idade, a 2ª dose aos sete meses e 3ª dose aos nove meses.

No entanto, todas as crianças de seis meses a menores de cinco anos com doses em atraso poderão completar o esquema de três doses, seguindo o intervalo recomendado de quatro semanas entre a 1ª e a 2ª doses e oito semanas entre a 2ª e a 3ª. Crianças que já receberam três doses de vacinas contra a Covid-19, neste momento, não precisam de doses adicionais.

A FVS-RCP destaca que os esquemas primários de vacinação contra a Covid-19 não mais serão recomendados rotineiramente para as pessoas com cinco anos de idade ou mais que não fizerem parte do grupo prioritário.

No entanto, se uma pessoa que não tenha sido vacinada anteriormente (nenhuma dose prévia), ou que tenha recebido apenas uma dose
da vacina contra a Covid-19, optar por se vacinar, poderá iniciar ou completar o esquema primário de vacinação, que consiste em duas doses da vacina contra a Covid-19 disponível e recomendada para a idade, com intervalo mínimo de quatro semanas entre as doses.

Grupos prioritários

Além disso, a imunização também está disponível para grupos prioritários com cinco anos de idade ou mais e com maior vulnerabilidade que aumenta o risco de desenvolver formas graves da doença, independentemente de números de doses prévias recebidas. Para este público, a recomendação é uma dose anual ou semestral (para pessoas com 60 anos ou mais, imunocomprometidos e gestantes/puérperas).

São considerados grupos prioritários: gestantes e puérperas, trabalhadores da saúde, pessoas com doenças de imunossupressão, pessoas com 60 anos ou mais, indígenas, ribeirinhos, quilombolas, pessoas vivendo em instituições de longa permanência (e seus trabalhadores), pessoas com deficiência permanente, pessoas com comorbidades, pessoas privadas de liberdade com 18 anos ou mais, adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas, além de pessoas em situação de rua.

Fonte: Assessoria

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.

COLUNISTAS

Siga-nos

LEIA TAMBÉM

Clima esquenta na PM depois que a família do Coronel Menezes passou a mandar na corporação

Circula em grupos de policiais no WhatsApp um texto...

Comerciante que se achava dono da rua teve telhado demolido e material apreendido pela prefeitura

Um telhado construído em cima de uma rua para...