23.3 C
Manaus
segunda-feira, fevereiro 26, 2024
Publicidade
InicioTecnologiaStartup no Ceará cria software para evitar raptos em escolas

Compartilhar

Startup no Ceará cria software para evitar raptos em escolas

Estudantes dos cursos de Sistemas da Informação e Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Centro Universitário Fametro (Unifametro), de Fortaleza, idealizaram um software que tem como objetivo amenizar os índices de raptos de alunos nas escolas. Intitulado “Projeto Duareira”, o software, que funcionará em colaboração com as câmeras das instituições, vincula o rosto de um aluno aos de seus respectivos responsáveis e emite rapidamente um alerta, com mensagem e foto, caso ele esteja saindo sozinho ou acompanhado por algum estranho.

Darueira é um projeto criado pela startup Dev Crafters, formada por estudantes da Unifametro e apoiada pela Instituição. Fabrício Oliveira, um dos integrantes da startup, explica que a ideia surgiu durante uma aula de Lógica de Programação na IES. 

“O nosso professor e mentor, Sandro Mesquita, propôs que formássemos uma equipe para abordar uma problemática. A partir daí decidimos criar um sistema de reconhecimento facial que auxiliasse as escolas a prevenir casos de sequestro, devido aos frequentes desaparecimentos de crianças e adolescentes. Ao longo do processo, desenvolvemos o sistema visando ajudar as escolas a proteger suas crianças contra essas pessoas mal-intencionadas”, detalhou o estudante.

Utilizando inteligência artificial, o sistema é capaz de reconhecer o aluno e o adulto que está acompanhando ele no horário de saída da aula e informa se o acompanhante foi previamente cadastrado no sistema. Caso a resposta seja negativa, a escola e os pais da criança são alertados automaticamente por meio de mensagem no aplicativo Telegram, SMS e  e-mail com a foto do rosto do possível sequestrador.

Para o professor Sandro Mesquita, apesar do caráter social, o projeto tem grande possibilidade de virar produto e ser comercializado. “Observando o auto valor das câmeras comerciais com sistema de reconhecimento facial integrado, o projeto Duareira também é uma solução financeiramente acessível às escolas, uma vez que integra, por meio de um computador, as câmeras já instaladas, sem a necessidade de investimento em novos equipamentos, tornando mais acessível a tecnologia até mesmo para as escolas públicas”, afirmou. Segundo Fabrício, o software ainda está na fase alpha, passando por ajustes, dentre eles o teste de novas funcionalidades. 

Telecom Summit

No início de agosto, os estudantes da Dev Crafters participaram do Telecom Summit, evento direcionado a industriais, gestores, empresários, fornecedores, entidades públicas e privadas, investidores, empreendedores e acadêmicos interessados em discutir o futuro das telecomunicações. Na ocasião, eles tiveram a oportunidade de assistir palestras e conversar com empresas que demonstraram interesse no Projeto Darueira, e forneceram contatos de seus representantes de tecnologia.

O grupo também participou de uma competição de pitchs com equipes de várias universidades do Brasil, conquistando o 3º lugar entre várias equipes inscritas. “Estamos muito entusiasmados com o futuro e as oportunidades que estão por vir. Essa conquista nos motiva ainda mais a seguir em frente com nosso projeto e buscar novos desafios”, comemorou Fabricio Oliveira.

Dev Crafters é formada pelos estudantes Tarcísio Alex de Paula, João Batista Nogueira, Iasmin Campos Tabosa, Edson Breno Barros, Guilherme Ferreira Neto, Caio Nobre Silva, Matheus Marinho do nascimento, Ana Clara Fernandes, Guilherme da Silva Faxina, Miguel Gadelha Cavalcante, Antônio Weverton Gomes, Thiago da Conceição, Vittor Bruno do Nascimento, Fabrício Oliveira, Rodrigo Farias Silva, Pedro Henrique Cavalcante, Gabriel de Castro Coelho e José Gabriel de Oliveira, todos da Unifametro.

Divulgação assessoria

COLUNISTAS

Siga-nos

LEIA TAMBÉM

Clima esquenta na PM depois que a família do Coronel Menezes passou a mandar na corporação

Circula em grupos de policiais no WhatsApp um texto...

Comerciante que se achava dono da rua teve telhado demolido e material apreendido pela prefeitura

Um telhado construído em cima de uma rua para...