24.5 C
Manaus
domingo, fevereiro 25, 2024
Publicidade
InicioPolítica"Onde foi parar essa verba federal?" Indaga deputado sobre Fundeb

Compartilhar

“Onde foi parar essa verba federal?” Indaga deputado sobre Fundeb

O deputado federal pelo Amazonas, Amom Mandel (Cidadania) cobrou a gestão do prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), sobre não ter dinheiro para o pagamento do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) aos professores da rede municipal. As indagações foram feitas pelo parlamentar em um vídeo publicado em seu perfil do X. Ainda na rede social, Amom também prometeu investigar a fundo a falta de verba alegada pelo prefeito.

Reprodução/X

“Veio o prefeito David, aqui em cima, dizer que não vai ter dinheiro pra pagar o Fundeb dos professores. Aonde é que foi parar essa verba federal?” Diz Amom, assegurando que vai apurar o que aconteceu com o recurso destinado ao pagamento dos professores. “Tem dinheiro pra pintar a cidade, pra fazer show internacional, pra pagar o salário da irmã na prefeitura, mas não tem para os professores? Como assim?”, lembrando que a irmã do prefeito, Dulce Almeida, é secretária de educação da gestão atual.

Desde que anunciou que não poderia pagar o Fundeb aos professores em 2023, alegando que o município recebeu menos recursos, o que impactou nas finanças, o prefeito de Manaus vem recebendo duras críticas e já enfrentou uma manifestação dos professores, que pediram respeito com a educação e melhorias nos prédios das escolas municipais.

Após as críticas, a assessoria de Almeida emitiu uma nota, afirmando que o recurso direcionado ao Fundeb foi utilizado para pagamento de folha pessoal e em despesas operacionais em escolas.

Leia mais:

Fundeb foi usado para pagamentos de folha, diz Prefeitura

Professores de Manaus reivindicam pagamento do Fundeb

David Almeida afirmou que o valor seria pago conforme as contas do município fossem equilibradas. Segundo informado no portal da transparência, a prefeitura gastou o valor de R$ 3.547.327,00 para decorar a cidade para o natal. O contrato foi firmado com a empresa Inovar Soluções e Serviços, como pode ser conferido abaixo.

Reprodução/Portal da Trânsparência

COLUNISTAS

Siga-nos

LEIA TAMBÉM

Clima esquenta na PM depois que a família do Coronel Menezes passou a mandar na corporação

Circula em grupos de policiais no WhatsApp um texto...

Comerciante que se achava dono da rua teve telhado demolido e material apreendido pela prefeitura

Um telhado construído em cima de uma rua para...